Guia Bundesliga #02 – E. Frankfurt, Freiburg, Hamburgo, Hannover e Hertha Berlim

Por: Lucas Tinôco (@lucastinocof)

Seguindo o guia da Bundesliga, a nossa parte 2 tem mais cinco times: Eintracht Frankfurt, Freiburg, Hamburgo, Hannover e Hertha Berlim. Duas dessas surpreenderam na temporada passada, uma manteve seu histórico de meio de tabela, outra novamente se salvou e uma última conseguiu o acesso sendo segunda colocada.

Leia a parte 1: Guia Bundesliga #01 – Augsburg, Bayer Leverkusen, Bayern de Munique, Borussia Dortmund e Borussia Mönchengladbach

Eintracht Frankfurt

A equipe de uma das cidades mais visitadas do país teve um início espetacular na temporada passada da Bundesliga. Passado o primeiro turno, estava entre os clubes brigando por vagas em competições europeias. Em 17 jogos, tinha 8 vitórias, 5 empates e 4 derrotas, além de uma das melhores defesas do campeonato. Nos últimos 17 duelos, no entanto, a equipe conseguiu apenas três vitórias, quatro empates e duras DEZ derrotas. Chegou a ficar entre os líderes e no final amargou uma desapontante 11ª colocação.

O comandante segue sendo o croata Niko Kovac. O treinador não conta mais com o lateral-esquerdo Bastian Oczipka, que foi líder em assistências do clube na última temporada. Ele foi vendido por 4,5 milhões de euros ao Schalke 04. Quem também saiu foi o atacante suíço Haris Seferovic, que foi umas das principais peças da equipe há algumas temporada e sempre foi utilizado em 2016/17. Seferovic saiu de graça para o Benfica. Em contrapartida, a equipe manteve seus artilheiros Alexander Meier e Marco Fabián e trouxe ainda o jovem atacante francês Sébastien Haller, de 23 anos e com 1,90m, e que ajudou o Utrecht, seu ex-clube, com 13 gols e 6 assistências na última temporada. Da Holanda também trouxe o substituto de Oczipka: Jetro Willems, ex-PSV. Outro destaque foi a contratação a custo zero do meia Jonathan de Guzmán, atleta que é bem rodado e versátil, que pertencia ao Napoli mas jogou pelo Chievo mais recentemente.

O esperado pra equipe é, novamente, o meio da tabela. Mas nada impede de surpreender mais uma vez e, quem sabe, conseguir uma vaga nas competições europeias.

CHEGOU: Sébastien Haller (Utrecht), Jetro Willems (PSV), Daichi Kamada (Sagan Tosu), Danny da Costa (Bayer Leverkusen), Gelson Fernandes (Rennes), Carlos Salcedo (Chivas Guadalajara), Jan Zimmermann (Munique 1860) e Jonathan de Guzmán (Napoli)

SAIU: Bastian Oczipka (Schalke 04), Haris Seferovic (Benfica)

FREIBURG

Surpresa enorme da temporada passada. A equipe tinha subido pra 1.Budesliga em 2015/16 e em 2016/17 a expectativa era pela manutenção. No entanto, a equipe do Freiburg surpreendeu a todos ao terminar o campeonato na 7ª colocação, ficando acima dos tradicionais Schalke 04, Leverkusen, Borussia Monchengladbach.

Ao contrário do E. Frankfurt, o Freiburg conseguiu manter certa regularidade ao decorrer da temporada. Para a atual, que já começou com a eliminação na UEL para o esloveno Domzale, o técnico Christian Streich – há 5 anos no cargo e há 22 no clube (desde 1995) – continuará contando com o goleadores Florian Niederlechner, que esteve emprestado pelo Mainz e agora foi comprado definitivamente, e Nils Petersen, um dos jogadores que mais participou dos gols do time. Em contrapartida, perdeu Vicenzo Grifo e Maximilian Philipp, importantíssimo para a grande campanha, que foram para os Borussia Monchengladbach e Dortmund respectivamente. Por empréstimo veio o jovem Bartosz Kapustka, de 20 anos mas com rodagem por todas as seleções da Polônia, tendo estreado na principal há dois anos.

Claro que o 7º lugar na última temporada foi incrível, mas normalmente espera-se que fique entre 10º e 15º. Será difícil repetir a campanha, mas não impossível.

CHEGOU: Pascal Stenzel (Borussia Dortmund), Florian Niederlechner (Mainz) e Bartosz Kapustka (Leicester)

SAIU: Maximilian Philipp (Borussia Dortmund) e Vicenzo Grifo (Borussia Monchengladbach)

HAMBURGO

O único time alemão que disputou todas as temporadas da primeira divisão. Desde sempre na elite do futebol do país e com o relógio do seu lendário Volksparkstadion ainda sem parar, o Hamburgo vai pra uma nova temporada em busca de uma campanha mais tranquila, afinal nos últimos 5 anos a equipe passou sufoco e se salvou por pouco em quase todos eles.

Seguem em busca de uma campanha elogiável pra voltar a ser um dos mais imponentes clubes alemães. Sua última grande campanha foi na já longínqua temporada de 2007/08, quando o clube tinha grandes nomes como os de Paolo Guerrero, Van der Vaart, Olic, De Jong, Jerôme Boateng, Kompany e Sorín. Desde então foram 5º em 2008/09 e 7º em 2009/10 e 2012/13. Conseguiram manter o seu ponta e o jogador mais importante da temporada passada Nicolai Muller e contratou o atacante André Hahn, que não teve lá grandes momentos na temporada passada e também não é um grande goleador, também o zagueiro Rick van Drongelen, que vem de uma das piores defesas da Eredivise (Sparta Rotterdam). Trouxe também o jovem goleiro Julian Pollersbeck, que esteve bem pelo Kaiserslautern ao ter 14 clean sheets e ter sofrido 27 gols em 31 jogos defendendo a meta da equipe de segunda melhor defesa da segunda divisão alemã. Deve chegar pra brigar pela titularidade com Mathenia. O Hamburgo também manteve o zagueiro Kyriakos Papadopoulos, que esteve emprestado e agora foi comprado definitivamente.

Esperasse que a equipe consiga, ao menos, um lugar no meio da tabela.

CHEGOU: Kyriakos Papadopoulos (Bayer Leverkusen), André Hahn (Borussia Monchengladbach), Julian Pollersbeck (Kaiserslautern) e Rick van Drongelen (Sparta Rotterdam)

SAIU: Michael Gregoritsch (Augsburg), René Adler (Mainz)

HANNOVER

A equipe do Hannover 96 viu a taça da 2.Bundesliga escapar por muito pouco. Na última temporada, ficou a apenas dois pontos do campeão Stuttgart. Depois de cair como lanterna em 2015/16, volta pra tentar a manutenção.

Manteve o atacante goleador Martin Harnik, que anotou 17 gols na temporada passada, sendo o vice-artilheiro. Além dele os bons Felix Klaus, Kenan Karaman e Edgar Prib, o último foi o líder de assistências da equipe. Chegaram na equipe o goleiro Michael Esser, que foi titular na péssima campanha do Darmstadt e que culminou no rebaixamento da equipe. Junto com ele chegou o lateral-direito Julian Korb, de 25 anos, revelado pelo Monchengladbach e reserva da equipe.

Como era mais comum antes da queda, o Hannover pode conseguir até uma colocação no meio da tabela, mas a expectativa mesmo é que consiga se manter na elite.

CHEGOU: Michael Esser (Darmstadt), Julian Korb (Borussia Monchengladbach), Matthias Ostrzolek (Hamburgo) e Pirmin Schwegler (Hoffenheim)

SAIU: Andre Hoffmann (Dusseldorf)

HERTHA BERLIM

A equipe da capital alemã conseguiu a sua melhor campanha após os momentos difíceis enfrentados entre os anos de 2010 e 2013. A 6ª colocação na temporada passada foi de uma equipe que em várias vezes foi mortal mas que também teve grandes tropeços. Sua história poderia ser similar ao do E. Frankfurt, mas o bom números de vitórias foi crucial contra a altíssima quantidade de derrotas do time do Hertha. Um primeiro turno muito bom e um segundo turno de muita oscilação quase complicou os comandados de Pál Dárdai, que no final conseguiram uma vaga direta da fase de grupos da UEFA Europa League.

A equipe segue com os importantes Ibisevic, atacante e artilheiro do time na última temporada com 12 gols e líder em assistências com 6 ao todo; Salomon Kalou, vice-líder nos dois quesitos com 7 e 5 respectivamente; além de bons nomes como os do suíço Valentin Stocker e da dupla de laterais Plattenhardt e Weiser. Perdeu o bom zagueiro Brooks, americano de 1,93m, que foi comprado por 17 milhões de euros pelo Wolfsburg. Em seu lugar contrataram Rekik, jovem holandês que passou pelas bases de Feyenoord e Manchester City e que anteriormente estava no Olympique de Marseille. Além dele o Hertha trouxe o bom atacante Davie Selke, jovem de apenas 22 anos e que passou por Werder Bremen e foi reserva do ótimo Timo Werner, atacante artilheiro do RB Leipzig, na temporada anterior.

A expectativa é de mais uma boa temporada e a equipe é umas das boas candidatas a nova vaga da Liga Europa.

CHEGOU: Davie Selke (RB Leipzig), Karim Rekik (Olympique de Marseille), Mathew Leckie (Ingolstadt)

SAIU: Brooks (Wolfsburg)

 

E é isso, galera! Até o próximo guia, que terá Hoffenheim, Köln, Mainz e RB Leipzig.

Lucas Tinoco

21 anos, baiano e aspirante a jornalista esportivo. Fanático por esportes em geral, principalmente futebol. Adepto das ligas europeias e do futebol alternativo. Líder do Editorial de Futebol Internacional do HTE Sports.

%d blogueiros gostam disto: