Guia Bundesliga #03 – Hoffenheim, Köln, Mainz e RB Leipzig

Por: Lucas Tinôco (@lucastinocof)

O guia da Bundesliga segue a todo vapor. Hoje serão quatro clubes, ao contrário dos anteriores que tiveram cinco times em cada. Dos quatro times de hoje, três grandes surpresas da temporada passada. A outra equipe decepcionou bastante em 2016/17. Então vamos ao guia??

Leia a parte 1: Guia Bundesliga #01 – Augsburg, Bayer Leverkusen, Bayern de Munique, Borussia Dortmund e Borussia Mönchengladbach

Leia a parte 2: Guia Bundesliga #02 – E. Frankfurt, Freiburg, Hamburgo, Hannover e Hertha Berlim

HOFFENHEIM

Apenas quatro derrotas na temporada passada. Eu disse QUATRO. Só ficou atrás das duas derrotas do Bayern de Munique. Time sólido, bom e bem chato, o Hoffenheim foi uma das ótimas surpresas que o mundo viu na Bundesliga em 2016/17. Ao fim do campeonato, lá estavam eles figurando entre os 4 primeiros e garantindo vaga nos playoffs da Liga dos Campeões.

Comandado por Julian Nagelsmann, vimos um Hoffenheim coletivo, com ótimos passadores e grandes goleadores. É difícil falar de peças importantes nesta fantástica temporada. Kramaric terminou como goleador, fez 15 gols. Ele ainda foi o terceiro com mais assistências (8) no elenco. Talvez tenha sido o mais importante do elenco? Ou seria Sandro Wagner, que fez 11 gols, deu 4 assistências e veio a ser convocado por Löw? Será que foi Karem Demirbay, jovem meia que anotou 6 tentos e outras 10 assistências? E o excelente volante Sebastian Rudy, que fez apenas 2 gols mas assistiu a companheiros em 9 oportunidades? O certo é que a campanha foi sensacional e o time também jogou de maneira espetacular.

Mas nem tudo são flores. Sabe o Rudy? Saiu de graça pro Bayern de Munique. O Süle, ótimo zagueiro da equipe e jogador de seleção, também foi comprado pelo bávaros. Peças que derrubam um pouco a força do elenco. Pilares dos seus setores e que ainda não foram devidamente substituídos. Pro lugar de Rudy o clube tirou Nordveit do West Ham. Ele é bom defensivamente mas não tem a mesma técnica do antigo camisa 6. A boa chegada mesmo foi do jovem Gnabry, que foi também comprado pelo Bayern e emprestado ao Hoffenheim. Deve disputar vaga com o suíço Zuber, vai depender do que Nagelsmann vai querer da equipe.

Pra nova temporada espera-se uma nova vaga em competições europeias. Se será a Liga dos Campeões só o tempo dirá. A janela ainda não acabou, bons nomes ainda podem chegar e outros, quem sabe, surpreenderem. Nos playoffs já uma parada duríssima, pois vai enfrentar o Liverpool de Jürgen Klopp e Firmino, que conhecem bem os alemães.

CHEGOU: Nordveit (West Ham), Gnabry (Bayern de Munique), Nico Schulz (Borussia M’gladbach) e Hoogma (Heracles Almelo)

SAIU: Süle e Rudy (Bayern de Munique), Schär (La Coruña) e Schwegler (Hannover)

KÖLN

Outra grande surpresa. O Köln é apenas por ondem alfabética,mas podemos chamá-lo de Colônia mesmo. Comandado há 4 anos por Peter Stöger, a equipe conseguiu uma 5ª colocação, vaga direta na Europa League e a sequência de uma reconstrução. O treinador assumiu a equipe em 2013 e tiraram eles da segunda divisão. Desde então ficou na metade de baixo da tabela em uma temporada; na metade da tabela na seguinte e agora, enfim, entre os melhores do país. Continuidade é o segredo.

Contando com os extraordinários 25 gols de Modeste, os 7 gols e 8 assistências de Ozako, a grande dedicação do brasileiro naturalizado alemão Leonardo Bittencourt, o Colônia mostrou muita força ofensiva. A defesa, no entanto, ainda foi bem exposta. Pra esta temporada, contratou 3 atletas pro setor: o lateral Horn, ex-Wolfsburg; e os zagueiros Meré e Queirós, do Real Sporting e Braga respectivamente. Além dos dois, trouxe o atacante Jhon Córdoba, que se salvou da péssima temporada do Mainz. Contudo, chega pra substituir o próprio Modeste, que não pôde deixar de aceitar uma tentadora oferta do Tianjin Quanjian, que rendeu em torno dos 35 milhões de euros aos cofres da equipe.

Para a nova temporada, a expectativa é de ficar, ao menos, com nova vaga na Liga Europa e se estabelecer como uma das forças do país.

CHEGOU: Jhon Córdoba (Mainz), Jannes Horn (Wolfsburg), Jorge Meré (Real Sporting), João Queirós (Braga sub-19)

SAIU: Modeste (TJ Quanjian)

MAINZ

Dos nomes da parte 3 do guia, a única decepção. Foram temporadas seguidas com desempenhos elogiáveis que colocaram a equipe várias vezes na parte superior da tabela. Chegou a desafiar os grandes, mas na última temporada realmente decepcionou e se salvou por um fio. Graças ao seu ataque, que foi comandado pelo já citado Jhon Córdoba e que chegou a marcar 44 gols no campeonato (um dos melhores dentre os 10 últimos), o Mainz teve melhor saldo de gols que o Wolfsburg, que veio a disputar os playoffs e conseguiu se salvar.

Seus nomes que tiveram uma temporada “salvável” foram, além do Jhon Córdoba, os pontas Pablo de Blasis e Öztunali, o meia Yunus Malli e o zagueiro Stefan Bell. A equipe se reforçou com o zagueiro ex-Mônaco Abdou Dialló, o bom ponta revelação do Ajax e que esteve no Middlesbrough Viktor Fischer, o meia Alexandru Maxim, que fez boa temporada no Stuttgart, e o atacante bósnio Kenan Kodro, que também teve boas exibições pelo Osasuna. Além de todos estes jogadores de linha, trouxe René Adler, experiente goleiro que deve chegar para ser titular.

Acredito que deva ter mais uma temporada sofrível ou, no máximo, um meio de tabela.

CHEGOU: Abdou Dialló (Mônaco), Viktor Fischer (Middlesbrough), Alexandru Maxim (Stuttgart), Kenan Kodro (Osasuna) e René Adler (Hamburgo)

SAIU: Jhon Córdoba (Köln), Florian Niederlechner (Freiburg), Pierre Bengtsson (Copenhague), Jonas Lössl (Huddersfield)

RB LEIPZIG

Se eu não escrevesse nada todo mundo saberia tudo sobre este time. Só tenho uma palavra para descreve: ESPETACULAR. Gestão sensacional, jovens talentosos jogadores, setores seguros, time conciso. Muito bom ver o Leipzig jogar e, em sua primeira temporada na elite do futebol alemão, conquistar o vice-campeonato. A grande diferença no número de ponto para o campeão Bayern de Munique se deve principalmente pela pouca “casca” que a equipe tem. Em 2017/18, pode encantar o mundo de vez via Liga dos Campeões.

Os caras têm grana e conseguiram, até aqui, manter a mesma equipe. Perdeu apenas Selke, que era reserva. Os assediados Naby Keita e Timo Werner seguem na equipe por enquanto. O admirável Emil Forsberg também. Muito me admira não estar sendo especulado em 450 times diferentes. A importância da manutenção do time é inominável, ainda mais para um novato. Manter seu treinador e sua forma de jogar devem ser cruciais para mais uma temporada de sucessos e evoluções.

Fora os grandes nomes mantidos, ainda chegaram os ótimos Jean-Kévin Augustin, jovem ex-PSG; Bruma, que pertencia ao Galatasaray; Konrad Laimer, que foi muito bem na outra filial do RB (o Salzburg); além do goleiro Mvogo, do Young Boys. Reforços com média de 21 anos de idade que incrementam o elenco de jovens craques do Leipzig.

Dito tudo isto, creio que novamente ficarão entre os primeiros da Bundesliga e pode sim supreender na Liga dos Campeões, talvez não chegando tão longe, mas quem duvida de beliscar quartas de final?

Opinião do @leipzig_br: “A equipe luta pela vaga na próxima edição da Champions na Bundesliga, conseguir a classificação para a oitavas de final da Champions e, quem sabe, semifinalista da copa da Alemanha. Os reforços seguiram a linha do clube de contratar jogadores jovens e com potencial. Laimer é um ótimo volante, tem boa marcação e um excelente chute de média distância. Bruma foi, sem dúvida, a contratação mais badalada por já ser conhecido e por ter passado por divisões de base de Portugal. Augustin, que veio do PSG após não ter sido aproveitado na temporada passada e foi muito bem na pré temporada. Tem tudo pra dar certo. Mvogo veio do Young Boys após se destacar na Superliga suíça. Goleiro que tem tudo pra assumir a titularidade do Leipzig na temporada, mas deve começar no banco até pela adaptação e níveis de campeonatos bem diferentes. Por último o zagueiro Ibrahima Konaté, de apenas 18 anos com um potencial imenso, destaque pelo domínio absoluto em jogadores áreas, foi muito bem na pré temporada”.

CHEGOU: Jean-Kévin Augustin (PSG), Bruma (Galatasaray), Konrad Laimer (RB Salzburg) e Mvogo (Young Boys)

SAIU: Selke (Hertha Berlim)

Parte 3 finalizada. A próxima e última parte do Guia Bundesliga terá Schalke 04, Stuttgart, Werder Bremen e Wolfsburg. Até lá!!

Lucas Tinoco

21 anos, baiano e aspirante a jornalista esportivo. Fanático por esportes em geral, principalmente futebol. Adepto das ligas europeias e do futebol alternativo. Líder do Editorial de Futebol Internacional do HTE Sports.

%d blogueiros gostam disto: