Guia Bundesliga #04 – Schalke 04, Stuttgart, Werder Bremen, Wolfsburg

Por: Lucas Tinôco (@lucastinocof)

Seguindo para a última parte do nosso guia da Bundesliga, falaremos hoje das quatro equipes restantes: Schalke 04, Stuttgart, Werder Bremen e Wolfsburg. Cada uma terminou em um setor da tabela, exceto o Stuttgart, que na última temporada conseguiu o acesso para a divisão de elite do país. Vamos lá pra fase final?

SCHALKE 04

A temporada da equipe de Gelsenkirchen foi decepcionante. Parece que Markus Weinzierl e seus comandados sentiram bastante falta de pilares do time na temporada retrasada: Joel Matip (Liverpool) e, principalmente, do jovem Leroy Sané (Manchester City). E não foi por conta de falta de reforços, pois o Schalke contratou o bom Embolo, além de Caliguri, Coke, Naldo, Konoplyanka e Bentaleb, os dois últimos por empréstimo. Esses são só alguns dos principais nomes, que não ficou bem encaixado.

O time acabou por sofrer poucos gols e ficou com a 4ª melhor defesa do campeonato. Em contrapartida, fez apenas 45 gols, talvez o motivo crucial de ter feito a equipe terminar na 10ª colocação. A falta de eficiência ofensiva tem sido um problema há duas, três temporadas. Ao menos a defesa vem sendo sempre sólida. O bom nome da temporada foi do jovem Leon Goretzka, uma das revelações da temporada.

Para a nova temporada, os sinais levam a crer que não veremos muita melhora. Fora as contratações de Konoplyanka e Bentaleb, que foram comprados definitivamente desta vez, só vieram o jovem Amine Harit, o zagueiro Pablo Ínsua e o lateral-esquerdo Oczipka. Os nomes não levam a crer em uma melhor do setor ofensivo, a menos que algum jogador tenha uma temporada acima da média. O ataque, aliás, perdeu Choupo-Moting e Huntelaar. Outro grande nome que saiu foi do lateral Kolasinac. Além destes, saiu o também lateral-esquerdo Dennis Aogo. O pior: todos os quatro nomes saíram a custo zero, ou seja, nem grana nos cofres rolou.

Depois de ficar de fora de competições europeias após 6 anos, espera-se que, ao menos, belisquem uma vaga na UEL. No entanto, a mudança terá que ser grande, pois com a base mantida, a única saída seria uma melhora no desempenho geral do elenco. Para isso, o Schalke contratou o jovem treinador Domenico Tedesco, de apenas 31 anos. Se os diretores esperam grandes mudanças, talvez a aposta em um novato seja um ponto muito importante.

CHEGOU: Bentaleb (Tottenham), Konoplyanka (Sevilla), Amine Harit (Nantes), Oczipka (E. Frankfurt), Pablo Ínsua (La Coruña) e Michael Langer (Norrkoping)

SAIU: Huntelaar (Ajax), Choupo-Moting (Stoke City), Kolasinac (Arsenal) e Dennis Aogo (Stuttgart)

STUTTGART

Enquanto acabamos de falar de uma equipe com problemas no setor ofensivo, o Stuttgart marcou 63 gols na segunda divisão da Bundesliga. Melhor ataque da competição, conseguiu o acesso com totais méritos ao bater o Hannover e o Braunschweig na corrida pelo título.

O grande destaque da equipe foi o artilheiro Simon Terodde, que anotou 25 gols, número que fez dele o artilheiro da 2.Bundesliga. Outros bons nomes na campanha do acesso foram os de Alexandru Maxim e do português emprestado pelo Sporting Carlos Mané, este líder em assistências da equipe na temporada.

Para tentar se manter na elite, com os meias Akolo e Orel Mangala, com o jovem atacante Anastasios Donis, com os laterais-esquerdos Ailton e Dennis Aogo, com o experiente zagueiro Badstuber e com o goleiro Ron-Robert Zieler.

CHEGOU: Akolo (Sion), Donis (Juventus), Badstuber (Bayern de Munique), Dennis Aogo (Schalke 04), Zieler (Leicester), Mangala (Anderlecht) e Ailton (Estoril)

SAIU: Alexandru Maxim (Mainz) e Sunjic (Dínamo Moscou)

WERDER BREMEN

Foram seis temporadas seguidas figurando da metade pra baixo da tabela. Em algumas dessas, se salvou por pouco do rebaixamento. Em 2016/17 o Werder, enfim, voltou a ficar na metade superior ao terminar em 8º e quase conseguir uma vaga na Liga Europa.

Um dos segredos pra equipe conseguir certo grau de evolução em relação a temporadas anteriores vem sendo a manutenção de jogadores que são fundamentais pro time. Na última temporada os bons Junuzovic e Bartels tiveram boas contribuições e se destacaram como líder e vice-líder em assistências. O segundo também foi o terceiro que mais anotou gols, ficando atrás dos dois nomes principais: Max Kruse e Serge Gnabry, ambos contratados no início da época de Wolfsburg e Arsenal respectivamente. Kruse anotou 15 gols e 7 assistências enquanto Gnabry, que foi contratado bem abaixo do valor de mercado e acabou a temporada como uma das revelações europeias, anotou 11 gols e 2 assistências.

Para a próxima temporada a equipe perdeu Gnabry. O jovem foi contratado, para variar só um pouquinho, pelo Bayern de Munique e repassado por empréstimo ao Hoffenheim. Ao menos foi a única perda importante, ou seja, novamente consegue a manutenção de boa parte do elenco. Outro que saiu foi Claudio Pizarro, grande nome que teve uma temporada bem apagada já aos 37 anos. No entanto, o ídolo do Werder se aposentou ao não renovar com o clube.

Para a nova temporada, espera-se que a equipe consiga uma vaga na Liga Europa. Vai ter que suar, mas tem condições.

CHEGOU: Ludwig Augustinsson (Copenhague), Jiri Pavlenka (Slavia Praga) e Jérôme Gondorf (Darmstadt)

SAIU: Serge Gnabry (Bayern de Munique)

WOLFSBURG

Maior decepção da temporada. Defesa péssima, sentiu muita falta do Naldo e o ataque também não compensou. Os 34 gols marcados na temporada fizeram do Wolfsburg o segundo pior ataque da competição, atrás apenas do Hamburgo. Devido a tudo isso, a equipe escapou apenas nos playoffs pro rebaixamento ao vencer o Braunschweig por 2 a 0 no placar agregado.

O único jogador que se salvou foi Mario Gomez, que anotou 16 tentos, quase metade dos gols do time. Para a temporada 2017/18, a equipe perdeu nomes importantes como os do lateral-esquerdo Ricardo Rodriguez e do volante Luiz Gustavo. Ainda perderam o grande goleiro Benaglio e o lateral Jannes Horn. Para reposição, gastou 47 milhões com o zagueiro Brooks, o volante Ignacio Camacho, o lateral-direito William e o atacante Dimata.

O elenco não era pra uma temporada tão decepcionante. Dito isto, imagino que consigam uma campanha bem melhor, da metade da tabela pra cima.

CHEGOU: Brooks (Hertha Berlim), Camacho (Málaga), Dimata (Oostende), William (Internacional), Stefaniak (Dynamo Dresden), Verhaegh (Augsburg) e Uduokhai (Munique 1860)

Com esta última parte encerramos o Guia Bundesliga. Gostaram? Espera aí que tem mais. A partir de amanhã começa o Guia Calcio, com as equipes da primeira divisão italiana.

Lucas Tinoco

21 anos, baiano e aspirante a jornalista esportivo. Fanático por esportes em geral, principalmente futebol. Adepto das ligas europeias e do futebol alternativo. Líder do Editorial de Futebol Internacional do HTE Sports.

%d blogueiros gostam disto: