RECANTO DA COLINA #22 – #Vasco119Anos: um feliz aniversário nem tão feliz assim

Segunda-feira, 21 de agosto de 2017: O Club de Regatas Vasco da Gama completa 119 anos de tradição. Cento e dezenove anos de lutas, glórias, conquistas e de muita história. A agremiação colecionou pérolas por todas os anos que passaram até aqui. Títulos, prêmios, mas a principal: sua torcida.

Não há bem maior do Vasco que sua torcida. O verdadeiro vascaíno é aquele que ajudou a fundar o clube, que colaborou na construção do Estádio de São Januário, que esteve com o time durante todos os bons momentos e jamais o abandonou durante os péssimos.

Leia também: RECANTO DA COLINA #19 – Há vida pós-Nenê?

Na conquista da Libertadores, em 1998, quase 36.273 pessoas estiveram em São Januário para apoiar o time no primeiro jogo da final, diante do Barcelona-EQU. Esse foi o terceiro maior público já computado no estádio. Em 1997, 89.200 torcedores acompanharam, no Maracanã, o terceiro título brasileiro do clube, conquistado em final contra o Palmeiras.

Em tempos adversos, o Vasco tinha pela frente, em 2014, o jogo que decidia seu futuro no futebol brasileiro. Era o Gigante da Colina contra o Icasa, em partida que marcaria a volta do clube à elite do Brasileirão. 56.334 pessoas assistiram de dentro do Maracanã a essa duelo. Em 2016, numa infeliz nova disputa de Série B, 56.426 torcedores foram ao estádio mais famoso do mundo acompanhar o jogo que decidia mais um retorno do Vasco à primeira divisão nacional.

Leia também: RECANTO DA COLINA #20 – Quem é o principal culpado pelo momento delicado do Vasco?

Esse torcedor, esse mesmo que garantiu com que o Vasco, hoje, fosse um dos maiores clubes do Brasil. Esse mesmo que bancou SOZINHO a construção de um estádio. Esse mesmo que esteve com o time por onde ele passou, independente do momento. Esse mesmo é ignorado, é passado para trás, é feito de idiota, não recebe um tratamento de qualidade e mesmo assim segue amando infinitamente esse clube.

Vasco da Gama: um dos maiores do mundo. Sua história não é digna da gestão que tem. É com muito pesar que digo que o clube está entregue ao porcos. E quem são os porcos? Os administradores fajutos que o Vasco possui hoje. Pessoas que ignoram totalmente o torcedor, sugam tudo que podem do clube, e ostentam suas posições somente por causa do poder.

Leia também: RECANTO DA COLINA #21 – Nenê ainda não se desculpou com quem realmente merece

Enquanto todos priorizavam a classe alta e média, o Vasco exaltava a classe pobre e trabalhadora. Lutamos contra o racismo e todos os tipos de preconceito no futebol. Sem o Club de Regatas Vasco da Gama, como seria o futebol de hoje? O esporte mais famoso e mais disputado do mundo teria influenciado os demais para que se tornassem práticas exclusivamente da elite? Ninguém sabe. Só sabemos de uma coisa: o Vasco foi o responsável por esse futuro hipotético que acabo de citar não ter tido sucesso.

Não vou citar o jogo de ontem (20), contra o Bahia. Não é necessário. Mas algo é certo: não faltou torcida nesses 119 anos. Não vai ser agora que vai faltar. Nos momentos bons e nos péssimos, estaremos contigo. Com ou sem a família Miranda no poder, estaremos contigo. Na vitória e na derrota, estaremos contigo. Para sempre! Estamos juntos, Vasco!

 

GIGANTE desde 1898! #PopularSemSerPopulista

Siga: @Igor_Calazans | Nós nos vemos em São Januário!

– Saudações Vascaínas!

%d blogueiros gostam disto: