Kleber, você não tem o direito de reclamar!

Kleber Gladiador é uma figura interessante no futebol brasileiro. Atacante promissor, goleador, mas que acaba sendo mais conhecido por sua postura em campo do que pelas boas atuações. O jogador retornará aos gramados no Campeonato Brasileiro após 12 jogos, no Atletiba do domingo (10), depois de cumprir suspensão imposta pelo STJD.

A punição veio em decorrência de agressões que cometeu no jogo contra o Bahia, ainda no primeiro turno da competição. Kleber foi suspenso por 15 jogos, mas teve a pena reduzida. Cumpriu 11 e deve outros quatro convertidos em multa. Ainda ficou uma partida de fora por lesão.

 

FOI JUSTO?

Bastante. Na partida referida, Kleber não somente foi agressivo, como foi antidesportivo. Chutou, deu soco e ainda cuspiu em jogadores adversários. Atitudes inconcebíveis para um atleta de futebol, mas por ser quem ele é, até mesmo nada surpreendentes. Até mesmo por isso, considero a punição razoável ou até mesmo pequena para o tamanho das atitudes que o jogador teve na partida.

 

VALE RECLAMAR?

Kleber concedeu entrevista reclamando da punição. “Foi ridículo o que fizeram, eu estive lá. É bem a cara do Brasil. Você sentar ali, teu advogado falar o tempo todo e os caras ficarem no celular… eu me senti injustiçado”.

Injustiçado, Kleber? Você esperava o que após ter feito o que fez? Você deve agradecer que o sistema é falho por ter tomado apenas 15 jogos de suspensão, e ainda voltar antes de cumprir todos. É um absurdo que o atleta, reincidente em casos de agressão em campo, reclamar de uma punição que ainda lhe foi branda.

Entendo que existe muita coisa errada em torno do STJD, mas dizer que foi injustiçado é uma verdadeira piada.

 

DE VOLTA

O Gladiador retorna aos gramados para tentar fazer o Coxa reencontrar o caminho dos triunfos. Desde sua suspensão, o Coritiba caiu de 3º para 15º e só venceu dois jogos. É evidente a “Kleberdependência” da equipe do Alto da Glória. Que Kleber entenda isso e mude sua postura dentro de campo, para evitar que novas (e justas) suspensões caiam sobre seus ombros.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes. Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: