Cinco Estrelas #01 – O quase oculto Derby della Lanterna

(Foto: TM News Infophoto)

É comum cidades com algum porte terem dois clubes representando-as e alimentando uma rivalidade, como é em Milão com Inter e Milan, na Inglaterra com diversos derbys ou o Grenal em Porto Alegre. Na cidade de Gênova, zona marítima do norte da Itália, Sampdoria e Genoa protagonizam essa rivalidade.

A Sampdoria é resultado de união de dois clubes logo após a segundo guerra mundial. A “Samp” é dos times tradicionais da Itália o mais novo, com 71 anos, e além de ter um scuddeto e quatro Copas da Itália, ganhou muita visibilidade quando foi vice campeão da Liga dos Campeões na temporada 1991-1992.

O Genoa tem muito mais idade que o rival. É a equipe com registro mais antigo da Itália: 7 de setembro de 1893. Possui nove títulos do Calcio, quarto maior campeão no geral, sendo sete deles antes da fórmula atual de unificação nacional em uma liga única, o que ocorreu na temporada 1922-1923. Além disso, é o maior campeão da segunda divisão com seis títulos.

(Foto: Ultras Tifosi)

Longe dos tempos de glória de cada clube, o chamado Derby della Lanterna (referente ao principal farol do porto de Gênova), não vive nos holofotes. Em 96 partidas, a Sampdoria tem vantagem com 37 vitórias contra 24 dos rivais. Recentemente, porém, o equilíbrio se tornou maior. Nos últimos 18 anos, o placar marca 12 vitórias da Samp contra 10 do Genoa, além de outros cinco empates.

Na atual temporada os rivais vivem momentos distintos. O Genoa vive com a mesma inconstância das últimas temporadas e conseguiu sua primeira vitória no Calcio rodada passada (a oitava) ao vencer o Cagliari e assim sair da incomoda zona de rebaixamento.

O clube possui como grande destaque o goleiro Perin, o marroquino Taarabt que é o principal responsável em quebrar as defesas adversárias e o jogador mais habilidoso da equipe, além do Centurión (aquele mesmo do São Paulo). A pobreza no ataque e dependência de dois jogadores muito inconstantes mentalmente e tecnicamente retratam a atual situação do time mais velho da Itália.

Do outro lado da cidade o alto investimento vem dando resultado. O experiente Quagliarela já marcou quatro gols em sete partidas e o uruguaio Gastón Ramírez, jogador que foi contratado na última janela de transferências do Middlesbrough é líder em assistências da equipe. Soma-se a isso a melhoria de desempenho do criticado Ricky Alvarez, que puxou o desempenho da equipe Blucerchiati para cima. Além disso, o clube aguarda a chegada do brasileiro Luan na janela de inverno para incrementar o poderio ofensivo da equipe e buscar uma vaga para voltar ao cenário europeu, como era na década de 90.

(Foto: Ultras Tifosi)

Na próxima rodada, a Sampdoria receberá o Crotone, adversário não tão forte, em busca de manter sua posição que dá vaga para a Liga Europa. Já o Genoa terá difícil confronto contra o Milan, que precisa vencer no San Siro, para tentar se manter fora da zona de rebaixamento.

O primeiro derby da temporada acontecerá na 12ª rodada, dia 04 de novembro. Vale lembrar que na última temporada a Sampdoria venceu os dois confrontos, 2 a 1 no primeiro turno e 1 a 0 no último embate.

Seguindo nesse ritmo, será uma difícil missão para o Genoa vencer seu rival, pois a perspectiva da temporada não é muito melhor do que a situação atual. Enquanto Luan não chega, a Samp buscará confirmar a superioridade no clássico genovês, além de manter sua posição, já que dificilmente terá desempenho igual ou melhor que os cinco clubes que hoje estão na sua frente no campeonato italiano.

%d blogueiros gostam disto: