HOSPÍCIO #115 – Levanta, sacode a poeira e dá volta por cima!

Sabe aquela conversa medíocre de “pontos corridos é chato”, os idealizadores dessa frase clichê provavelmente não são torcedores do Corinthians ou de outros times postulantes ao título. A derrota para a Ponte Preta, ligou de vez o sinal de atenção no Parque São Jorge, pois a diferença que era de seis pontos, hoje pode ser derrubada para 3 pontos, e com detalhe primordial que no próximo domingo tem duelo entre o líder versus o vice-líder no solo sagrado de Itaquera.

O Corinthians acabou de divulgar que 41 mil ingressos já foram vendidos, restando apenas entradas nos valores de R$332,50 (já c/ desconto), R$370,50 e R$285 (este último, em pé). É clima de decisão no volume máximo. Sabe aquele canto da torcida “É sangue no olho, é tapa na orelha, é o jogo da vida, e o Corinthians não é brincadeira”, a torcida comprou literalmente a guerra, resta saber se a outra parte dessa equação está disposta.

Parte essa que falta comprometimento, vontade, e acima de tudo vergonha na cara. Jogadores acomodados por uma vantagem obtida no primeiro turno que simplesmente deixaram de jogar bola e faz uma campanha medíocre no returno ocupando a 17° lugar e tendo o pior ataque. Carile não pode morrer abraçado com suas ovelhas, se tal jogador está mal e ele deve ser sacado e pronto. O que o Clayson vai precisar fazer mais para provar sua titularidade?

E os problemas não para por aí. Fagner é outro após a não convocação dele para a seleção de Tite, Arana depois da contusão e da divulgação do vídeo íntimo então. Rodriguinho e Jadson são casos para estudo, mas seca maior é do paraguaio Romero. Onde foi parar aquela raça do primeiro turno? Onde foram parar aquelas infiltrações? É muita queda de jogadores importantes para um time só.

O que fazer? Primeiramente trancar o elenco, levar para um retiro. Acabar com a farra de muitos jogadores na noite paulistana, principalmente em shows sertanejos. Chegou a hora de colocar em prática, o que o Clayson disse ontem após o jogo, e sair dessa turbulência para “Ganhar essa p****”.

%d blogueiros gostam disto: