Precisamos falar sobre Harry Kane

(Foto: Getty Images)

O futebol atual nos presenteia com excelentes jogadores, destacando os atacantes Messi e CR7. Mesmo entrando nos 30 anos, os craques continuam acima da média, obviamente facilitados por jogarem em elencos estrelados e milionários, com muitos craques para auxiliá-los em marcas absurdas de gols e assistências. Porém, assistir esses dois caras é uma honra para os fãs de futebol. E ainda temos os excelentes Dybala, Morata, Lukaku, Ibrahimovic, Higuain, Lewandowski e Walter, do Atlético GO (rs). No entanto, um cara tem se destacado demais nesse ano de 2017 e eu provavelmente não seria a pessoa mais correta pra falar dele, pois sou torcedor do Tottenham e fã incondicional do seu futebol, mas caros amigos do HTE, precisamos falar sobre Harry Edward Kane, Harry Kane ou Hurrikane.

O Tottenham é um time tradicional de Londres e que vem conseguindo competir ao longo dos anos mesmo sem gastar o mesmo dinheiro (exagerado) que Manchester United, Chelsea e Manchester City, chegando nas últimas duas temporadas um terceiro e segundo lugares, e conquistando a vaga direta para a Champions League. Está em falta nos títulos? Ainda não consegue ter campanhas consistentes na Europa? A resposta pras duas perguntas é sim, mas o time se solidificou com o trabalho de Pochettino e muito disso se dá aos gols e as excelentes atuações de Harry Kane.

Créditos: Getty Images

Desde que se firmou pelo time na temporada 2014/15, Harry Kane já fez 84 gols só na Premier League e simplesmente não consegue parar de marcar. Para se ter noção do feito, esse é o número de gols do craque Cristiano Ronaldo, só que Kane atingiu essa marca com muito menos jogos (123 x 196). Outra estatística que “assusta” é que ele em três temporadas já está perto de alcançar ídolos recentes dos Spurs como Defoe e Robbie Keane (91 gols) e se for somar todos os gols pelo time (110) ele já empatou com a lenda do time Glenn Hoddle, só que conseguiu isso com menos 319 jogos. Sim, trezentos e dezenove jogos a menos.

E nas últimas duas temporadas, as atuações do “one season wonder” (apelido que dão àqueles jogadores que jogam bem uma temporada e depois somem, como disseram que ele seria) só vem melhorando. Em 2015/16, foram 50 jogos e 28 gols e em 2016/17 absurdos 38 jogos e 35 gols, em ambos ganhando a chuteira de ouro da competição, o prêmio para o artilheiro. Para quem joga em um time que não está no topo da Europa, são números que mostram a evolução coletiva e individual. E não só pelo Tottenham o atacante tem bons números. Pela seleção inglesa, são 21 jogos e 10 gols para o goleador, que vem se firmando e é cotado inclusive para levar a faixa de capitão, pois vem sendo um dos destaques dessa reestruturação do English Team. E mesmo com um estilo que parece atrapalhado e trombador, Kane mostrou muita versatilidade nessas partidas, fazendo gols de falta, pênalti, ambas as pernas, cabeça e ainda ajuda lá atrás quando sobra o fôlego, ou seja, um atacante completo.

Será que vem mais uma Chuteira de Ouro por aí?

E nesse ano parece que vamos para mais uma temporada destruidora de Harry Kane. Depois de mais um Agosto sem gols, só no último mês foram treze em todas as competições e já se credencia novamente a ser artilheiro da EPL. E no ano corrido de 2017, apenas Messi (43) tem mais gols que Kane (36), que marcou mais vezes no ano que Bournemouth, West Ham, Southampton, Swansea City, Watford, Burnley, Stoke City, West Bromwich Albion e Crystal Palace. Pra quem gosta de estatísticas, confira esse texto com dez delas para mostrar como ele tá demais!

Lucas Farias

Carioca, 25 anos, nem um pouco jornalista, mas apaixonado por esportes, principalmente futebol. Flamengo, Tottenham, Miami Heat e New Orleans Saints.

%d blogueiros gostam disto: