Turnover – E agora, Giants?

A Offseason do New York Giants foi marcada por expectativa. A equipe que chegou aos playoffs na temporada passada tinha grandes aspirações para a temporada 2017-2018. O objetivo era vencer a divisão leste da NFC e chegar até o Super Bowl. Mas vieram os jogos e os velhos problemas do ano passado foram acentuados. Com uma linha ofensiva desastrosa e a nulidade do jogo corrido, os Giants começaram a temporada com nenhuma vitória e cinco derrotas, dando adeus para a atual temporada, tendo em vista a distância para as outras equipes da divisão. Nem mesmo a última vitória surpreendente contra os Broncos pode esconder os defeitos dos nova-iorquinos.

Os Giants estão sendo derrotados de forma cruel. Em alguns jogos, a equipe até consegue reações, mas no final a defesa não está conseguindo segurar o resultado. Esse é um dos diferenciais do ano passado, onde a defesa conseguia manter a equipe na partida e segurar o placar quando estava com a vantagem. Sem essa “maquiagem” o ataque ficou cada vez mais exposto, com o técnico Ben McAdoo cobrando publicamente o QB Eli Manning. Manning foi político em sua resposta, mas claramente o clima no vestiário do lado azul de NY já não é dos melhores.

Isso porque Eli perdeu 3 dos seus principais alvos na temporada. Odell Beckham Jr, Brandon Marshall e Dwayne Harris estão fora da temporada após lesões. Sterling Shepard, outro que saiu contundido contra LA, deve ficar pelo menos duas semanas fora da equipe. Em resumo, os Giants não tem recebedores disponíveis, num time que não consegue correr bem com a bola e que o QB já está distante do seu auge para tentar “fabricar” novas armas no ataque aéreo. Com um cenário catastrófico desenhado, seria a hora de pensar em mudanças nos Giants para a próxima temporada?

Ao meu ver, a ocasião pode ser perfeita para que NY consiga reformular a equipe. O GM Jerry Reese tem decisões difíceis a tomar sobre a franquia: chegou a hora de trabalhar buscando o substituto de Eli Manning? Ben McAdoo é o nome para comandar os Giants nessa reformulação? A linha ofensiva finalmente ganhará reforços? A equipe contará com um bom RB? O corpo de LB será melhorado? Isso contando que ele mantenha o emprego após falhar nos dois últimos drafts, onde a equipe continuou com as mesmas carências que tinha antes.

Apesar de não gostar de ver, eu não recrimino o Tank. Acho que a franquia tem o direito de se reestruturar, de acordo com as sua perspectiva na temporada. Se os problemas fizeram com que os Giants chegassem ao 0-5, nada mais justo que a equipe resolva dar a temporada como perdida e buscar escolhas altas no próximo draft. Inclusive, pode ser a hora de selecionar o seu QB do futuro, que garantirá a competitividade da franquia por longos anos.

 

%d blogueiros gostam disto: