Turnover – Onde está o time a ser batido?

A NFL chega a sua 8ª semana tendo como marca principal o equilíbrio. Quase na metade da temporada,  ainda não conseguimos ver um time como os Patriots do ano passado como francos favoritos para o título, ou mesmo equipes sensações como o Falcons em 2016, Panthers 2015, entre outros. Neste ano, tudo indefinido, com equipes surpreendendo com campanhas inesperadamente boas e outras decepcionando na temporada. Com esse cenário, a pergunta que paira é: onde está o time a ser batido?

Confira também: E agora, Giants?

No início da temporada, os Chiefs surgiram como uma força a ser batida. A equipe engatou 5 vitórias consecutivas, Alex Smith ainda não lançou nenhuma interceptação na temporada, venceu o Patriots em Boston, bom ataque, defesa que cria turnovers… mas vieram as derrotas em sequência contra Steelers e Raiders, o que já faz com que os analistas tirem o pé do acelerador quanto as possibilidades de Kansas a chegarem num Superbowl. Numa análise das outras equipes com boas campanhas, as dúvidas também pairam de maneira consistente.

Mesmo com uma campanha 6-1, a melhor da NFL atualmente, os Eagles ainda não são vistos como o time a ser batido na liga. Isso porque, apesar dos grandes jogos do QB Carson Wentz, a equipe não vem tendo um grande ataque terrestre. A equipe perdeu o LT Jason Peters, com uma lesão no joelho, então é de se esperar uma queda de produção na linha ofensiva e consequentemente na proteção a Wentz. Além disso, a defesa contra o passe não é grande coisa, o que pode ser preocupante contra uma equipe que passe bem a bola e consiga segurar a pressão do front seven forte de Philly.

Os Patriots vem vencendo as partidas, mas ainda precisam mostrar mais principalmente no momento defensivo. A equipe tem a pior unidade da liga e vem tomando muitas jardas aéreas, o que mesmo com um Tom Brady inspirado, pode trazer derrotas contra equipes bem organizadas. O mesmo vale para os Steelers, que vem tendo um Big Ben Roethlisberger muito abaixo da sua capacidade, sobrecarregando o jogo corrido com Le’Veon Bell. Um dia ruim no ataque terrestre e tudo pode ir por terra em Pittsburgh, mesmo com a defesa voltando a ser uma das melhores unidades da liga.

Claro que as lesões atrapalham bastante. Praticamente todos os grandes favoritos tem jogadores de destaque fora por muito tempo ou até mesmo da temporada. Isso teve um efeito direto na competitividade da liga o que acaba mostrando o quão alto é o nível da NFL. A diferença entre um time vencedor e um perdedor pode ser uma ou duas superestrelas em alguns times e outros que não as possuem.

%d blogueiros gostam disto: