Backcourt NBA – Sky Rockets

Foto: ESPN.com

O Houston Rockets entrou na temporada como um dos favoritos a tentar complicar a vida do Golden State Warriors na conferência Oeste. A equipe de James Harden havia ganho o reforço do armador Chris Paul na offseason, e as expectativas sobre a dupla somadas ao bom elenco dos Rockets deixaram os sonhos do torcedor de Houston nas alturas. Com mais um ano do sistema ofensivo frenético de Mike D’Antoni, as coisas pareciam se encaminhar para um ano bastante promissor.

Veio o início de temporada e logo Houston teve que se readaptar. Chris Paul se lesionou logo no início da temporada e James Harden teve de carregar o piano sozinho, assim como fez no ano passado. A má notícia é que com menos elenco de apoio, com jogadores como Patrick Beverley tendo saído na troca que possibilitou a chegada de CP3 nos Rockets. Todo o sistema depende das infiltrações de Harden abrindo espaço para que os arremessadores de perímetro tenham oportunidades de arriscar bolas de fora. E os Rockets se tornaram uma máquina de 3 pontos na temporada passada.

Após alguns ajustes iniciais, a equipe encontrou em Harden o seu porto seguro para voltar a engatar uma sequência de vitórias. No dia do fechamento do texto, já são seis de forma consecutiva, com uma campanha de onze vitórias e apenas três derrotas na temporada, segundo recorde do oeste. E isso porque Chris Paul ainda não voltou. Ou seja, o time ainda tem uma margem grande de potencial de crescimento. Sem sua força total, Houston já é a terceira equipe em média de pontos por partida: 111.1. Ou seja, o ataque continua arrasador.

Se o ataque vem sendo arrasador, os números de Harden explicam um pouco de como ele vem tendo uma temporada de MVP neste começo de campanha. O barba tem média de 30.2 pontos, 10.2 assistências e 4.7 rebotes por partida, jogando em média 36.1 minutos por jogo. Ele vem tendo a contribuição significativa de Eric Gordon e Clint Capela, que vem sendo os coadjuvantes ideais para que a equipe possa sonhar com algo a mais, quem sabe tirando o primeiro lugar do oeste dos Warriors, ainda que pareça improvável enxergar alguma equipe na NBA atual conseguir superar a equipe de Oakland.

A verdade é que os Rockets vem cumprindo as expectativas depositadas antes da temporada, mesmo sem o seu principal reforço para a temporada até o momento. Até onde a equipe pode chegar é difícil projetar, mas a expectativa é que a volta de Chris Paul possa ser o fator chave para que a equipe consiga atingir um patamar acima do atual e possa pelo menos brigar de forma mais competitiva pelo título no Oeste.

 

%d blogueiros gostam disto: