Craques do futuro – Rodrygo, uma promessa que vai dar o que falar

 (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC)

O jovem Rodrygo, de apenas 16 anos, é mais uma das joias que vem sendo lapidadas na Baixada Santista. O atleta tem grande potencial e é tido como um dos futuros promissores para o time da Vila. É bom evitar comparações com outros atletas para não nos iludirmos facilmente, mas vamos conhecer um pouco da história do jogador para comprovar que realmente o garoto é mesmo bom de bola.

Leia também: 10 melhores jovens jogadores do futebol mundial

Logo aos 11 anos, Rodrygo assinou contrato com a Nike e, quando chegou aos 13, recebeu sondagens de clubes europeus, que supostamente estariam interessados em levá-lo para o velho continente. A família do atleta não permitiu que isso acontecesse, alegando que só o liberaria quando futuramente fosse promovido à equipe profissional do Santos. Sendo assim, o atacante foi ganhando espaço nas divisões de base do clube, destacando-se nas competições em que participava.

Nos primeiros meses de 2017, Rodrygo chamou a atenção do técnico Dorival Júnior, que começou a monitorar o jogador a partir de então. Com a saída de Dorival e chegada de Levir para o comando, o papel passou a ser da comissão técnica do Peixe, que já encaminhava os primeiros passos para profissionalizá-lo.

Rodrygo esteve presente em algumas convocações da Seleção Brasileira sub 15. Em 2017, foi convocado à sub 17, para o Torneio Montaigu, realizado na França. (Foto: Globoesporte.com)

No segundo semestre deste ano, o atleta fez o seu primeiro contrato como profissional, com cinco anos de duração. Rodrygo foi promovido à equipe principal no dia 1º de novembro, tendo feito sua estreia pelo profissional numa partida válida pela 32ª rodada do campeonato brasileiro, contra o Atlético-MG, na Vila Belmiro. Na ocasião, o Santos venceu o clube mineiro por 3×1, com Rodrygo entrando no segundo tempo do jogo, substituindo Bruno Henrique.

O garoto, mesmo com pouco tempo de atuação na partida, quatro minutos, rendeu elogios por parte dos jogadores, e se tornou o oitavo jogador mais jovem a atuar com a camisa do Peixe, ficando atrás de outros craques, como Coutinho e Pelé, que tiveram suas primeiras atuações como profissionais com 14 e 15 anos, respectivamente. Sua última aparição, ainda que entre os reservas, foi no confronto contra o Vasco, no último dia 08 de novembro, quando a equipe da Vila foi derrotada por 2×1.

Claro que você já viu e ouviu várias histórias de algumas promessas passadas, reveladas no Santos, que acabaram não dando certo. Mas com o fortalecimento que estamos vendo nas bases dos grandes clubes brasileiros, caso Rodrygo consiga se adaptar rapidamente à equipe profissional, logo estará rendendo muito em nosso país. É preciso dar tempo para que ele consiga amadurecer, e então começar a se enquadrar no elenco santista. Aguardemos aos próximos anos para comprovar isso.

Rafik Oliveira

Amante de várias modalidades esportivas, trago à tona diversos temas que abordam o cenário nacional, sempre com uma visão diferenciada para cada esporte.

%d blogueiros gostam disto: