HOSPÍCIO #120 – Quem era Pablo antes de jogar no Corinthians?

Quem era Pablo antes de jogar no Corinthians? Estava no Bordeaux na França, não jogava no time francês e ficou mais de seis meses sem atuar. O Corinthians observou no atleta uma grande oportunidade de reforçar o seu setor defensivo e não gastar na transação por se tratar de um empréstimo, o que de fato aconteceu.

Ao lado de Cássio, Balbuena, Arana e Fagner, formaram um setor defensivo de respeito e que foi muito pouco vazado no decorrer do ano. Característica do Corinthians já consolidado desde que voltou da série B. Foi assim com Mano Menezes, com Tite e agora com Carille. Quantas vezes você já ouviu essa frase: “O Corinthians só ganha de 1×0”. Esse zero por muitas vezes representa a quantidades de gol que o time sofreu.

Campeão Paulista e Campeão Brasileiro, um elenco que começou o ano desacreditado para um elenco valorizado. O tempo foi passando e o contrato de empréstimo do zagueiro Pablo está chegando ao fim. Para ser preciso acaba no dia 31 de dezembro. O Corinthians desde junho está tentando conversar com o Bordeaux alguma alternativa de negociação, porém o time francês sempre bateu na tecla que para o Corinthians o valor era de 11 milhões e se algum outro clube brasileiro tiver interesse esse valor seria ainda maior.

O jogador por muitas vezes falou que a negociação estava “99% certa”, porém os seus empresários diziam outra coisa. Difícil entender nessa gangorra quem estava falando a verdade. Até que surge a semana pós a confirmação do título brasileiro onde os empresários de Pablo jogaram todos os valores que ele pretendia para a diretoria do Corinthians.

Além do pagamento de 11 milhões para o Bordeaux, o salário do jogador seria de 550 mil para um contrato de duração de 4 anos. Para piorar a situação os mesmos empresários entraram em contato com a direção do Palmeiras oferecendo o jogador com essas mesmas condições. Obviamente o time verde de São Paulo rejeitou e fez algo que causou mais irritação no Parque São Jorge que foi ligar para Roberto de Andrade e mascarar o jogo que os empresários de Pablo queriam.

Furada total. Você se lembra de algum leilão que o Corinthians entrou nos últimos anos por algum jogador? Provavelmente sua resposta será: Não. Com esses valores é incompatível com a realidade atual do Corinthians. Se o Corinthians faz essa loucura financeira, um efeito cascata aconteceria no elenco e tudo seria inflacionado de forma assustadora. Esse valor foi tão irracional que até o Palmeiras que tem o apoio da Crefisa achou caro.

Na quinta feira a diretoria do Corinthians ficou sabendo que o jogador acertou o seu rumo com o Flamengo, que aceitou pagar os valores pedidos pelo jogador e seus empresários. Que o Pablo seja feliz lá, tão feliz quanto o Guerrero está sendo. A vida continua. E nessa a diretoria do Corinthians que tanto erra, dessa vez fez um golaço em não cair na pilha de empresários mercenários.

 

%d blogueiros gostam disto: