HTE Sobre Rodas #26 – O gigante Lewis Hamilton é tetra!

(Foto: Henry Romero)

Mesmo ficando com um modesto 9º lugar no GP do México, o britânico Lewis Hamilton conquistou o título da temporada 2017 da Fórmula 1. De forma muito justa, por sinal, Lewis entra para a história e agora é tetracampeão, igualando Sebastian Vettel, piloto que foi seu principal adversário neste ano, e Alain Prost. Mas por que afirmo que foi justo? Confira nos pontos que separei abaixo.

SUPREMACIA

11 pole-positions. Nove vitórias. Sete voltas mais rápidas. Isso tudo em 18 provas (ainda faltam duas para o término da temporada). Nenhum piloto foi tão brilhante e regular como Hamilton em 2017. A supremacia do britânico, não somente em relação a seu companheiro de equipe, mas a todos os outros do grid de largada, justifica com sobras a sua merecida conquista antecipada.

RECORDES

Hamilton ultrassou os dois maiores nomes da história da Fórmula 1 – Michael Schumacher e Ayrton Senna – e agora possui o recorde de pole-positions (72). Schumacher possui 69 e Senna 65. Em número de títulos, o britânico só está atrás de Schumacher (7) e Juan Manuel Fangio (5). Lewis Hamilton também atingiu outras marcas:

– Mais pole-positions em diferentes Grandes Prêmios: 23
– Vitórias saindo da pole-position: 40, empatado com Schumacher
– Mais corridas em uma única equipe: 206, pela Mercedes
– Mais largadas na primeira fila: 117
– Mais finais de semana perfeitos (pole, vitória e volta mais rápida): 3, empatado com Alberto Ascari, Jim Clark e Nigel Mansell
– Britânico com mais títulos na Fórmula 1: 4

REDENÇÃO

Após perder o título na temporada passada para o seu ex-companheiro de equipe Nico Rosberg, Hamilton precisava se redimir. Foram muitas oportunidades perdidas em 2016 – algumas por falhas pessoais (GP da Espanha, quando ele e Rosberg se chocaram e ambos abandonaram a corrida) e outras por problemas mecânicos em seu carro (GP da Malásia, quando a sua Mercedes quebrou e fez com que abandonasse a prova). 2017 foi um ano praticamente perfeito para o britânico, que dominou grande parte dos finais de semana de Grandes Prêmios e, merecidamente, conquistou o título com antecedência.

FIRMADO COMO UM DOS MELHORES DA HISTÓRIA

Todas os ingredientes que levaram ao título de Lewis Hamilton na atual temporada puderam nos garantir uma coisa: ele está entre os maiores da história da Fórmula 1. Seu carisma, seu desempenho, seus recordes, seus números. É impressionante o que o piloto de 32 vem fazendo, e certamente ainda tem mais alguns anos para atingir resultados ainda melhores.

 

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: