MOSTRA TEU VALOR #45 – 31 anos da inspiração, 31 anos de Barradão

(Foto: Acervo EC Vitória/ Divulgação)

11 de novembro de 1986. Uma data marcante para a história do Esporte Clube Vitória. Uma data marcante para esse que vos escreve. Nesse dia aconteceu a inauguração do Estádio Manoel Barradas, o Barradão. O santuário rubro-negro mudou todo o cenário do futebol baiano e consolidou o Leão da Barra como um dos grandes clubes no cenário nordestino.

Voltando a falar do jogo de inauguração, preciso revelar algo a vocês. Quem me conhece provavelmente já sabe dessa história, mas como grande parte não sabe quem eu sou, vale relembrar. Na partida inaugural, Vitória e Santos empataram em 1×1. Dino, do Peixe, fez o primeiro gol do estádio. Mas o primeiro gol do rubro-negro baiano foi marcado por Heyder, veloz ponta-direita conhecido como Flecha-Azul, em cobrança de pênalti. A inspiração que citei no título desse Cantinho é justamente por conta desse jogador. Me chamo Heider por causa dele.

Muita coisa já se passou nesses 31 anos de Manoel Barradas. Títulos conquistados, grandes alegrias, também grandes tristezas com rebaixamentos, derrotas inexplicáveis. É triste comemorar mais um aniversário do nosso estádio tendo a pior campanha dentro de casa no Brasileirão em toda a nossa história. Mas isso vai passar.

Como cantamos na última quarta-feira (8), após o 3×1 em cima do Palmeiras, ÔOOOOOOOOOOOOOOO O BARRADÃO VOLTOU, O BARRADÃO VOLTOU!

Lá vimos o Leão fazer história. Vimos inúmeros gols, vibramos juntos. Lá nos sentimos em casa, afinal de contas, é a nossa casa. É no Barradão que a torcida rubro-negra se sente bem, isso não vai mudar. Não tem fase ruim que mude isso. Parabéns, Santuário rubro-negro. Parabéns, Barradão!

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: