Qual a seleção ideal do Brasileirão 2017?

O nosso amado e querido Campeonato Brasileiro está chegando novamente ao seu final, já temos o campeão, já temos a maioria dos rebaixados e os classificados para a Libertadores. Após todas essas rodadas, jogadores se destacaram, alguns no lado positivo e outros no negativo. Qual seria a seleção ideal para o campeonato? E quem seria o craque? A revelação? O treinador?

*Lembrando que todos os jogadores escolhidos aqui são de minha opinião, a opinião emitida não tem relação com a do HTE Sports

Formatado no 3-4-3 e com dois centroavantes, a escalação ideal fica com: Vanderlei; Balbuena, Rever e Geromel; Arthur, Hernanes, Thiago Neves e Zé Rafael; Bruno Henrique, Jô e Henrique Dourado.

No gol é fácil explicar o porquê de Vanderlei, apesar do ótimo campeonato de Cássio com o Corinthians, o goleiro santista foi o mais regular e decisivo, sendo por várias vezes considerado para a seleção brasileira. Na linha defensiva, Balbuena como zagueiro artilheiro foi essencial no campeão Corinthians, Rever foi o ponto alto da irregular defesa do Flamengo, além de tudo ainda foi importante ofensivamente, já Geromel teve poucas atuações, contudo é disparado o zagueiro mais regular e de maior técnica jogando no Brasil.

LEIA TAMBÉM: Craques do futuro – Arthur, o volante com qualidade de camisa 10

Na linha central do nosso esquema aparecem a revelação tricolor Arthur, excepcional, irrepreensível e essencial no Grêmio que encantou o Brasil, Hernanes, o homem decisivo para a arrancada do São Paulo no segundo turno, chegando a ser considerado por muitos como o craque do torneio, Thiago Neves o motor de um Cruzeiro que enquanto manteve o foco no Brasileirão foi um dos times mais agradáveis de se assistir e Zé Rafael, o principal destaque da ótima campanha do Bahia, um meio campista que ajuda na recomposição e é oportunista nas chances que tem. Apesar de parecer meio “faceiro” demais, dos 4 meio campistas, 3 tem poder de recomposição.

No ataque, precisamos de Jô e Henrique Dourado juntos, não sei como jogariam juntos, mas foram os dois melhores atacantes do campeonato, ambos disputam a artilharia gol a gol. Entre eles, Bruno Henrique, o ponta do Santos que é o jogador com mais assistências do Brasileirão e foi essencial para a atual colocação do time santista.

Revelação: Zé Rafael. Pouco conhecido, o meio campista ganhou a admiração de muitos pela sua qualidade no fantasy game Cartola FC, mas ele é muito mais que isso. Inteligente, técnico e de muita vontade, Zé Rafael foi o motor do Bahia no ano e já desperta o interesse de gigantes do futebol brasileiro.

LEIA TAMBÉM: As melhores contratações do futebol brasileiro em 2017

Treinador: Fábio Carille. Indiscutível, de treinador pouco acreditado à campeão brasileiro. A trajetória de Carille fala por si e o Corinthians campeão com rodadas de antecedência demonstra a qualidade do treinador.

Craque: Jô. Ninguém foi mais importante que Jô no Brasileirão 2017. Artilheiro, decisivo, o homem do time campeão. Jogo decisivo podia esperar que ele iria aparecer para decidir, importantíssimo na caminhada que levou ao hepta Corintiano.

Concorda comigo? Discorda? Opine nos comentários!

(Foto: Divulgação/Corinthians)

Leonardo Pereira

Estudante de jornalismo e criador de teses sem noção nos momentos vagos. Twitter: @oOutroLeo

%d blogueiros gostam disto: