Scrum – Brasil pela Europa: Balanço

Novembro chegou e a Seleção Brasileira masculina de Rugby Union foi à Europa desafiar Alemanha, Bélgica e Espanha e voltou para casa com 2 reveses e 1 triunfo, contra Alemanha e Espanha e Bélgica, respectivamente, mas o que podemos de fato analisar destes jogos?

Apesar do saldo negativo, podemos destacar a evolução da linha nos jogos contra Bélgica e Espanha, já que contra a Alemanha o Brasil não entrou em campo. Esta linha, composta essencialmente por Cruz, Josh, Moisés e Felipe Sancery, conseguiu sobressair-se contra os belgas e saiu vitoriosa em uma partida tensa, com momentos de desligamento total por parte dos Tupis e religamento da chave central em momentos cruciais, como a segunda metade do primeiro tempo, além de terminar os dois tempos com mais gana e fôlego, apesar de terem sofrido em quase todos os scrums (um dos fundamentos que não funcionaram nesta gira / o outro foi o Lineout seguido de Maul, que não conseguiram defender nem com reza brava). Esta evolução demonstra que o trabalho nos Núcleos de Alto Rendimento tem sido muito efetivo (já que o campeonato brasileiro acabou há alguns meses e os jogadores têm se dedicado somente à seleção) e a tendência é melhorar na volta das férias.

Contra a Espanha, a seleção voltou a errar o handling e pareceu tão displicente quanto contra a Alemanha, chegando atrasada nos breakdowns, não aproveitando os espaços e o pior de tudo, cometendo muitos erros de fundamentos, deixando o jogo da Espanha tranquilo de ser executado. O fato de quase metade espanhola ter nascido na França, onde o esporte é amplamente difundido, principalmente na região sul, não influenciou em nada no jogo. Até agora não entendi o que houve contra a Alemanha e Espanha: perder é do jogo, claro, mas perder do jeito que foi mostra que só a parte física não é fator determinante para que jogadores de rugby sejam uma equipe de rugby. Há de se trabalhar também a parte psicológica e de leitura de jogo.

O próximo compromisso dos Tupis é em Fevereiro, no Americas Rugby Championship, que já tem a primeira rodada definida no dia 3, um sábado:
Chile x Brasil / EUA x Argentina XV / Uruguai x Canadá

Confiram as partidas dos Tupis na gira pela Europa na íntegra:

Vinícius Guedes

Administrador de Empresas pela UFRRJ, Segurança Privado, Árbitro de Rugby pela RioRefs, jogador pelo Itaguaí Rugby. Gosta de esportes, filmes, séries e muita música.

%d blogueiros gostam disto: