Ele não pode ser esquecido: Michael Schumacher, o gigante da Fórmula 1

(Foto: Martin Rose/Bongarts/Getty Images)

O terceiro dia do ano é marcado por ser aniversário de um dos maiores nomes da história dos esportes. O alemão Michael Schumacher faz aniversário nesta data. Heptacampeão mundial, Schumi é o piloto que mais conquistou títulos na história da Fórmula 1, é o mais vitorioso, quem mais subiu ao pódio e detém, mesmo anos após a sua aposentadoria, diversos outros recordes.

A relação de Schumacher com a velocidade começou cedo. Com apenas quatro anos ganhou o seu primeiro kart e a paixão pelas corridas logo aconteceu. A carreira profissional teve início aos 22 anos, quando estreou na Fórmula König. Em 1991 ganhou a chance de estrear na Fórmula 1 pela equipe Jordan. Por lá ficou apenas uma corrida, já que logo chamou a atenção de Flávio Briatore, que o levou para a Benetton.

Desde então já era possível ver o quão diferenciado era o piloto alemão. Na segunda temporada na categoria já terminou à frente do maior ídolo brasileiro no esporte, Ayrton Senna. Em 93 ficou com a quarta posição. Dois anos depois, já acumularia dois títulos: os mundiais de 1994 e 1995.

LEIA TAMBÉM: Circuitos que fazem falta na Fórmula 1

A maior parceria de Schumacher na Fórmula 1 começou em 1996, quando foi contratado pela Ferrari. Na escuderia italiana ficou até 2006, quando se aposentou pela primeira vez. Nesse período, acumulou mais cinco títulos mundiais, totalizando sete. Retornou à F1 em 2010 para disputar o campeonato pela Mercedes. Em sua nova aventura na categoria, não obteve o mesmo sucesso e sequer voltou a vencer.

Muitos lembram de Schumacher pelas controvérsias. O alemão era julgado por alguns fãs do esporte como alguém que jogava sujo, que causava colisões com adversários, como o que aconteceu em sua disputa com Daon Hill em 1994. Outra “marca” na carreira do alemão foram as ordens de equipe, ainda mais evidenciadas no Brasil por fazerem com que Rubens Barrichello, companheiro do alemão durante muitas temporadas, fosse prejudicado. A narração de Cléber Machado “hoje não, hoje não, hoje sim” é histórica.

ACIDENTE E FALTA DE NOTÍCIAS

Em dezembro de 2013, pouco mais de um ano após a sua segunda e definitiva aposentadoria da F1, Schumacher sofreu um gravíssimo acidente. Enquanto esquiava nos Alpes Franceses, o alemão chocou sua cabeça em uma pedra e entrou em coma, resultado de um traumatismo craniano. Desde então, poucas notícias a respeito do piloto são divulgadas. O último relatório médico divulgado foi em 2014.

O jornal espanhol ‘AS’ informou no início de 2018 que a família de Schumacher já gastou mais de 28 milhões de euros do bilionário patrimônio conquistado pelo alemão em sua carreira com o tratamento. O atual estado de Michael é envolto em total mistério. Os familiares quase nada revelam ao público.

(Foto: RED DUFOUR/AFP/Getty Images)

Justamente por essa falta de notícias, os fãs ficam ávidos por notícias. Como forma de homenagear o alemão, separamos alguns de seus principais recordes e feitos no esporte para que a memória de um dos maiores pilotos que o planeta já viu não seja deixada para trás.

REGULARIDADE ABSURDA

Na temporada 2002 da Fórmula 1, quando foi campeão pela 5ª vez na categoria, Michael Schumacher conseguiu um feito inédito na época e que ninguém conseguiu repetir posteriormente (até 2017, ao menos). O alemão esteve no pódio em todas as 17 corridas. Foram 11 triunfos, cinco vezes em 2º lugar e uma vez em 3º.

PÓDIO ERA COM ELE MESMO

Essa regularidade citada anteriormente é justificada quando verificamos mais um recorde de Schumacher: é o piloto que mais vezes subiu ao pódio na história da Fórmula 1. Foram 155 pódios nos 308 Grandes Prêmios disputados.

DOMÍNIO NA FRANÇA

O lugar onde Michael Schumacher mais venceu foi na França. De 94 a 2006, o alemão ganhou oito vezes no tradicional circuito de Magny Cours.

O MAIS VITORIOSO

Michael Schumacher iniciou a sua carreira na Fórmula 1 em 1991, conquistando o primeiro triunfo na temporada seguinte. Ele é o recordista em número de vitórias na história da categoria, com 91 triunfos em 308 GPs.

FIM DE SEMANA PERFEITO

Nenhum outro piloto até hoje conseguiu ter mais finais de semanas de corridas perfeitos do que Michael Schumacher. Em 22 oportunidades, o alemão fez a pole-position, venceu a prova e teve a melhor volta no mesmo GP.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes. Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: