QUEREMOS A COPA #28 – Apesar da campanha vexatória, há coisas boas

A campanha do time de transição do Grêmio é vexatória nesse início de campeonato estadual.  Mas não significa que o time não presta e que está tudo errado. O planejamento do Grêmio foi correto e não pode ser alterado, mesmo com esse fraco início. O principal defeito desse jovem time do Grêmio é a incrível desatenção e o fato de sempre sair na frente do placar e sofrer a virada. Além disso, tem a pior defesa do campeonato. Em todos os três jogos que a equipe disputou no campeonato gaúcho, sempre saiu na frente do placar e deixou a vitória escapar. Sem dúvida, o setor ofensivo é muito melhor que a defesa. Nomes como Matheus Henrique, Lima, Pepê e Jean Pyerre, por exemplo, devem aparecer futuramente na equipe principal. O que mais importa é revelar bons jogadores e esse time, mostra que há peças interessantes para o elenco principal daqui alguns anos.

Embora o fraco aproveitamento, o time não jogou mal em todos os jogos. Na noite de ontem, contra o Avenida em Santa Cruz do Sul, o Grêmio foi razoável. Saiu na frente de pênalti, com Jean Pyerre. Após sofrer o gol, o Avenida foi para cima e virou o jogo com duas falhas da defesa gremista. Tanto no escanteio que originou o empate, quanto na saída de bola equivocada de Paulo Miranda, que depois viria a marcar o gol do empate. A incrível desatenção que citei no início do texto foi comprovada aos 48 do segundo tempo com o gol da vitória do time da casa. Novamente o Grêmio deixou a vitória e até mesmo o empate escapar.

Em tese, o time formado principalmente por jovens da base deverá jogar mais uma partida, no domingo às 17 horas contra o São José no Passo D’Areia em Porto Alegre. É importante vencer esse jogo para entregar uma campanha mais razoável para o elenco principal e não comprometer a classificação entre os oito.

Jean Pyerre, de pênalti, marcou o primeiro gol gremista no jogo.
Crédito foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
%d blogueiros gostam disto: