Turnover – Independente do resultado, veremos a história

As finais de conferência da NFL estão chegando. Ao contrário dos playoffs da última temporada, os jogos deste ano estão espetaculares, e muita coisa maluca já aconteceu nos oito jogos de pós-temporada até aqui. Chegamos as finas da NFC e da AFC com muita expectativa, até porque quase tudo que pensávamos no início da temporada não aconteceu. Excetuando o (sempre constante) Patriots em sua SÉTIMA FINAL DE CONFERÊNCIA CONSECUTIVA, a outras três equipes que ainda lutam pelo título nem estavam nos playoffs do ano passado. A máxima de que a NFL é cíclica nunca foi tão real.

Começando pelo membro mais acostumado com essa situação, vamos pensar nas histórias que cercam a pós-temporada dos Patriots. Além das 7 finais de conferência consecutivas, a equipe participou de 3 dos últimos 6 Superbowls. Venceu 2. Tom Brady pode se isolar como o jogador mais vitorioso da história da NFL, com 6 conquistas. Tudo isso num ano em que muito foi especulado sobre a relação ruim entre Brady, o técnico Bill Belichick e Robert Kraft, dono da franquia. Aparentemente, não existe tempestade que abale o reino de New England. Como Brady já avisou em sua conta no Instagram, ele é a tempestade.

Do outro lado na AFC, o Jacksonville Jaguars chega a final da conferência após uma temporada horrível no ano passado. Neste ano, a equipe conseguiu montar uma defesa monstruosa, dentre as melhores da história da NFL e acabou crescendo nos playoffs. Um QB como Blake Bortles chegando ao Superbowl, por si só, já é uma história fantástica. Seu jogo se apoia totalmente num jogo corrido bem definido, com Leonard Fournette. Some tudo isso ao fato de que uma vitória dos Jaguars manteria o sonho do título inédito na finalíssima da NFL.

Na NFC, teremos um encontro entre duas equipes comandadas por QBs que não começaram a temporada como titulares. Os Eagles tem Nick Foles, que substitui Carson Wentz após o ruivo romper os ligamentos do joelho durante a temporada. Os Eagles nunca venceram um Superbowl e não chegam as finais desde 2005, quando foram derrotados pelos Patriots de Tom Brady, 24-21. Jogando em casa no final da conferência, a torcida em Philly está confiante que pode ajudar a sua equipe, principalmente a forte defesa, a segurar os Vikings e passar adiante.

Por fim, a história mais legal da temporada, na minha opinião. Os Vikings perderam seu QB titular, seu RB titular e tiveram seus recebedores principais machucados por alguns jogos. Ainda assim, chegaram muito bem nos playoffs graças a redenção de Case Keenum, QB que chegou desacreditado na equipe e hoje é ídolo em Minnesota. Depois da virada espetacular contra os Saints, o destino parece que finalmente começou a sorrir para os Vikings, que já sofreram muitas derrotas doloridas em playoffs. Este ano, eles venceram de uma forma milagrosa. Será que esse ano finalmente teremos uma equipe disputando um Superbowl no seu estádio?

Qualquer narrativa de campeões de conferência será espetacular. Não há como não sentir a emoção em qualquer das quatro histórias que se apresentam. E justamente por isso, qualquer combinação de Superbowl que seja definida neste domingo, terá MUITA história para contar.

%d blogueiros gostam disto: