HOSPÍCIO #130 – Andrés Sanchez não é a solução

Andrés Sanchez é um típico torcedor corinthiano. Defende a instituição com unhas e dentes, tendo razão ou não, e, às vezes, passa do limite. Andrés também é uma figura polêmica, e muito por conta da característica citada acima, é amado pela torcida – ou pelo menos por parte dela – e odiado pelos rivais e mídia.

Novamente presidente do Corinthians, o então deputado federal foi um dos responsáveis pela construção da Arena Corinthians, trouxe Ronaldo em 2009 e planejou o CT Joaquim Grava. É inegável a participação dele no salto de qualidade que tivemos na última década. Contudo, Andrés Sanchez não é a solução. Foi um bom presidente, apesar das dívidas deixadas como herança de sua gestão, mas o momento é outro. A primeira passagem dele foi quando estávamos em baixa, quando todos riam da queda para a Série B. A gratidão, claro, tem que existir, e será eterna. Mas a pergunta que martela a cabeça é: será que Andrés fará um grande trabalho desta vez?

O que a instituição precisa, de imediato, são soluções para a dívida da Arena. Sanchez toma conta dessa parte desde que nossa casa não passava de um projeto e, até hoje, não encontrou saída ou o tão prometido Naming Rights. Além, e o mais difícil, é manter o nível de títulos do último ano. É verdade que o torcedor corinthiano estará com o time na final do Mundial de Clubes ou num jogo da Série D, mas o balanço final de um presidente corinthiano também passa pelo número de conquistas no período em que esteve à frente. Manter um time altamente competitivo com tantas dívidas parece mais e mais complicado a cada ano que passa.

O que Andrés parece que irá fazer, os outros candidatos também pareciam capazes. O grande X da questão é que, para muitos, ele chega como o salvador da pátria para todo e qualquer problema que o Corinthians tenha, até mesmo para contratar um camisa 9 à altura do Jô do dia para a noite, mas os mais lúcidos sabem que as coisas não funcionam assim. Pode-se até cogitar que as questões políticas externas ao Timão ligadas ao novo-velho presidente venham a se tornar problemas no futebol. Que fique muito claro que esse não é um texto de oposição, tampouco quer “zikar” o trabalho de Andrés. Torço e espero que esse se torne motivo de riso daqui alguns anos por conta do belíssimo trabalho realizado. Vamos aguardar. Vai Corinthians.

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: