HTE Sobre Rodas #28 – As novidades da Fórmula 1 para 2018

Foto: Mark Thompson/Getty Images

A Fórmula 1 chegará em 2018 com algumas novidades. O HTE Sobre Rodas traz os principais fatos novos que movimentarão a temporada. Confira!

FIM DAS “GRID GIRLS”

Foto: Clive Rose/Getty Images

A Liberty Media, empresa que assumiu o comando da Fórmula 1, vem adotando diversas medidas para melhorar a imagem da categoria junto ao público. Uma dessas alterações será o fim das “grid girls”. A justificativa é uma falta de compatibilidade com os valores da marca e também com a sensação de que não é algo que se encaixa mais nos padrões sociais na modernidade.

MUDANÇA NOS MOTORES

A McLaren, que vem sofrendo nas últimas temporadas com atuações fraquíssimas e desempenho abaixo do esperado, finalmente trocará de motor. A empresa rompeu com a Honda e agora terá motores Renault. A Toro Rosso, no entanto, fez o caminho contrário: deixou a Renault e agora usará motores Honda.

LEIA TAMBÉM: Circuitos que fazem falta na Fórmula 1

RETORNO DA ALFA ROMEO

Foto: Divulgação / Alfa Romeo Sauber

Com boa história dentro da categoria, a Alfa Romeo voltará a ter seu nome na Fómrula 1. Apesar de não ter uma equipe própria, a empresa tem uma parceria com a Sauber e a equipe passa a se chamar Alfa Romeo Sauber F1 Team. A última vez que a marca italiana esteve na Fórmula 1 foi em 1985.

NOVOS PILOTOS

Foto: Twitter/Williams F1

Serão dois novatos no grid: o monegasco Charles Leclerc, na Alfa Romeo Sauber e o russo Sergey Sirotkin, que assumiu a vaga deixada por Felipe Massa na Williams.

MUDANÇAS NO CALENDÁRIO

Um dos circuitos mais tradicionais das últimas décadas foi descontinuado. Não teremos GP da Malásia na temporada 2018 da Fórmula 1. Em compensação, os GPs da França e da Alemanha retornam à grade.

ALTERAÇÕES NOS CARROS

Foto: Sutton Images

Dois elementos utilizados nos anos anteriores foram proibidos. São eles a “barbatana de tubarão” e as “T-Wings”. A principal novidade em quesito de segurança será a proteção “Halo”, alvo de muitas discussões e controvérsias.


Com essas mudanças, torcemos por uma temporada com ainda mais disputas que o ano anterior. O domínio da Mercedes está ameaçado e podemos ver a McLaren voltar com força. Um ponto extremamente negativo é não termos brasileiros no grid, mas isso significa que precisamos melhorar o nível dos nossos pilotos. Espera-se uma grande temporada. Tomara que assim seja!

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes. Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: