RECANTO DA COLINA #33 – Desmanche no Vasco? Sim, está acontecendo; saiba mais

Sim, está havendo um desmanche no clube. E tudo é causado pela não aceitação do mau-caráter do Eurico Miranda de que perdeu a eleição

Ler mais

RECANTO DA COLINA #32 – O ex-ídolo Anderson Martins

Anderson Martins não deu sequer uma chance ao novo presidente de ajeitar a casa e vazou quando menos esperávamos. Não merece mais nossa admiração e respeito.

Ler mais

RECANTO DA COLINA #31 – Retrospectiva 2017; um ano positivo

Mais um ano se encerrou para o futebol brasileiro, e o Recanto da Colina vem relembrar o ano do Vasco da Gama. Positivo? Até que sim. Vem com a gente!

Ler mais

RECANTO DA COLINA #29 – Missão Liberta 2018: concluída! Hora dos agradecimentos

Estamos na Libertadores! Não negue, houve dúvida. Não seja hipócrita, houve desconfiança. Seja verdadeiro consigo mesmo e comemore, pois a classificação é mesmo de se orgulhar!

Ler mais

RECANTO DA COLINA #28 – Club de Empates Vasco da Gama

Vale destacar que Zé Ricardo faz um bom trabalho no Vasco da Gama, mas com empate apenas não se chega a lugar algum, principalmente dentro do afunilado futebol brasileiro.

Ler mais

RECANTO DA COLINA #27 – Vasco perde jogador fundamental para formação tática

Já no fim do clássico entre Vasco e Flamengo, lateral saiu chorando do gramado e uma séria lesão, que o tira dos gramados pelo resto do ano, foi constatada

Ler mais

RECANTO DA COLINA #26 – Quem diz que torcida não joga, não conhece a do Vasco

Após cumprida a punição, os torcedores vascaínos finalmente puderam acompanhar o time de dentro do estádio, e logo num clássico diante do Botafogo. E que festa! Foi surreal!

Ler mais

RECANTO DA COLINA #25 – Saiba o motivo de Horta e Otto serem a situação disfarçada de oposição

Após anunciarem união para as eleições do Vasco, Fernando Horta e Otto Carvalho deixaram algo claro: são meros situacionistas que querem mais poder no clube

Ler mais

RECANTO DA COLINA #24 – “Quem tem fair play, luta para não cair. Quem não tem, será campeão”

O gol de mão de Jô reabre a massante discussão sobre a qualidade da arbitragem e inaugura uma: até que ponto chega a desonestidade e hipocrisia do brasileiro?

Ler mais