Wild Pitch – Os brasileiros que atuam na MLB

O Baseball no Brasil ainda está engatinhando em termos estruturais, de conhecimento do jogo e em número de praticantes, muitas vezes sendo visto como um esporte restrito ao nicho da colônia japonesa no país, tendo em vista que os nipônicos são um dos principais praticantes da modalidade no mundo. Entretanto, os brasileiros tem cada vez mais se interessado e conseguiram o feito de atuar na maior liga de baseball do planeta.

Atualmente, o Brasil tem dois representantes na MLB. O outfielder Paulo Orlando e o catcher Yan Gomes estão estabelecidos na liga e são peças importantes nas suas franquias. Os brasileiros inclusive estão no topo do esporte, tendo em vista que cada um disputou as duas últimas World Series, com uma vitória e uma derrota na conta.

Yan Gomes é considerado um dos principais catchers da MLB

A história do Brasil na MLB começou em 2012, quando Yan Gomes atuou pelo Toronto Blue Jays numa partida diante do New York Yankees. O feito de ser o primeiro brasileiro atuando na MLB está eternizado no Hall da Fama do Baseball, onde estão expostos o boné e a jersey utilizada na partida, onde Yan conseguiu uma rebatida. Yan também é o atual campeão da National League com os Indians, mas acabou sendo derrotado na World Series épica de 2016, contra o Chicago Cubs.

No final daquele ano, Yan foi trocado para o Cleveland Indians. Após idas e vindas para ligas menores, o jogador hoje é o catcher titular da equipe, sendo considerado um dos mais promissores na posição. Em 2014, ele e os Indians assinaram uma extensão contratual no valor de 23 milhões de dólares por 6 temporadas. Yan apresenta uma média de 24,6% de aproveitamento no bastão (considerada baixa, é uma das características em que ele anda trabalhando), mas defensivamente tem um ótimo braço além de boa conexão com os seus arremessadores.

Orlando com o troféu da World Series em 2015

Paulo Orlando, que atua no Kansas City Royals, é um jogador que vem crescendo muito na liga. Mesmo sem ser um titular absoluto, ele é considerado um coringa na formação dos Royals, podendo atuar em várias posições no Outfield. Sua principal característica é o maior poder na parte ofensiva, utilizando a sua média de 28,4% de aproveitamento no bastão, além de um bom número de bases roubadas e quantidade de vezes em que Orlando consegue chegar em base.

O jogador atua desde 2015 na MLB, após passagem em ligas menores desde 2006. Ele tinha seu contrato ligado ao Chicago White Sox e chegou aos Royals após uma troca em 2009. Apesar de um 2016 um pouco irregular, a expectativa sobre Orlando é grande. Na sua temporada de estreia, ele se tornou o primeiro brasileiro a vencer uma World Series, batendo o New York Mets em uma série vencida pelos Royals por 4-1.

Paulo Orlando vem se destacando no Spring Training dos Royals

Ainda que não esteja atuando regularmente, vale fazer menção ao arremessador André Rienzo, o primeiro arremessador brasileiro a jogar na MLB. Hoje atuando em um dos times das ligas menores do Miami Marlins, Rienzo chegou a atuar pelo Chicago White Sox em alguns jogos em 2013, tendo protagonizado inclusive o primeiro duelo entre brasileiros da história da MLB, quando ele arremessou pelos Sox enquanto Yan Gomes foi um dos rebatedores dos Indians.

Apesar de ter arremessado duas partidas pelos Marlins em 2015, o jogador não voltou a ter oportunidades. A expectativa é que Rienzo possa voltar a jogar na MLB e ser uma peça importante como os outros dois brasileiros que já se estabeleceram na liga.

 

%d blogueiros gostam disto: